Divagações Lunáticas

Como se eu soubesse de uma boa descrição para isto…

Posts for Tag: divagação

Casa de ferreiro, espeto de pau

Outro dia pus-me1 a pensar sobre o significado desta expressão tão antiga e decidi tentar esmiuçá-la no sentido de tentar “perceber-le-a” melhor. Da forma que vejo, existem algumas hipóteses para o facto do senhor ferreiro possuir um espeto de pau, em oposição a um espeto de ferro: 

  1. Falta de tempo. O senhor tem tanto trabalho durante a sua actividade de ferreiro que acaba por não ter tempo para fazer um espeto para sua utilização pessoal. Se este é o caso, acho que a melhor solução é juntar-se a um sindicato de ferreiros, no sentido de diminuir a sua elevadíssima carga de trabalho que não lhe permite a criação de um espetozinho para si e para os seus. Se o senhor ferreiro for entrepreneur pode até criar o seu próprio sindicato. Dessa forma até é capaz de arranjar maneira de se dedicar a esta nova actividade a 100% e não ter de trabalhar no duro o resto dos seus dias. Por outro lado talvez não tenha tempo para fazer espetos de ferro, mas não se pode ter tudo.
  2. Falta de motivação. Depois de um dia inteiro a trabalhar o ferro quem é que quer ver mais ferro à frente? Talvez o problema do senhor seja que ao fim do dia quer é pensar noutras coisas que não ferro e, por isso mesmo, dedica-se à utilização de utensílios em madeira no sentido de se distrair da sua actividade principal. Se calhar este ferreiro devia pensar em fazer outra coisa da vida, digo eu.
  3. Falta de jeito. Vamos supor que este ferreiro em particular não tem jeito para trabalhar o ferro. Todo e qualquer espeto que tenta fabricar lhe sai torto e a mulher não pára de lhe atazanar o juízo. A solução é simples embora bipartida: Matar a mulher e arranjar outro trabalho.
  4. Iluminação pauliteira. Imaginemos que o nosso amigo, num estado de meditação profunda, descobriu que na realidade a madeira produz um espeto mais eficiente que o ferro. O que é que ele vai fazer quanto aos seus clientes? Dizer-lhes a verdade e perder uma batelada de dinheiro? O tipo não é parvo. Vai mas é ficar caladinho e continuar a produzir em ferro que é o que lhe enche os cofres e, em casa, utiliza a ferramenta mais eficiente. Neste caso a solução é um dos clientes descobrir a verdade, arranjar um espeto de pau, e ir a casa dele matar-lhe a mulher, o cão, e empalar o ferreiro numa cruz de madeira… oh wait…
  1. Sou só eu ou isto soa a um gajo cobrir-se de pús?